sábado, 14 de novembro de 2009

PRISÃO




Não gosto do seu jeito. Me irrita. Deve ser porque posso me apaixonar perdidamente.
Não gosto de ouvir sua voz. Me incomoda. Deve ser porque ela resvala em meu cerebro como mantra.
Não gosto do teu cheiro. Me enjoa. Deve ser porque me completa.

Tens um quê de homem perfeito que me atropela. Me dilacera o ar.

Seus olhos marejados que me dominam como canto de sereia. Estou de joelhos com suas mãos nos meus cabelos, me direcionado aos seus pés.
Não posso cair, não posso agora. Devo ter forças para levantar e ser maior, preciso te deter e, eu sim, te dominar, para que seja apenas um menino em minha vida, que eu ordeno, comando, direciono.

Só não encontro os meios... Ainda estou com você e seu olhar devastador me despindo. Minha voz nem sai mais para pedir socorro.

Quero ir embora agora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente o que achou do texto e se ele lhe causou algum sentimento. Beijos e obrigada por ter vindo aqui.