domingo, 16 de maio de 2010

MEU MUNDO



Não importa a que veio, só que veio. Não importa se teus olhos são tão curiosos sobre coisas que sinto ciumes, eu sei que estou aprendendo a superar meus limites com você e a romper com as poucas travas que ainda me amarram.
Pode ser que seja só a minha vontade que você seja definitivo e tão importante que mova meu mundo como estou no aguardo há tempos. Pode ser muitas coisas... Mas sinto nos seus olhos meigos e ressabiados, que eles estão tão conectados com os meus que não há razão que os desvie.
É você que eu quero nesse mar de tantos flertes. É você que me acalenta e acalma com sua voz suave e mascula, suas palavras tão iguais as minhas que só pode ser complementares.
É você, que me beija o suficiente para que eu vá a lua, que sinta um prazer indefinido, que seja melhor do que sempre fui.